Latest Entries »

Fala pessoal… Quanto tempo!

Bom, me apareceu a demanda de implementar o MediaWiki para um repositório de documentação interna e logo de cara os administradores de conteúdo receberam o erro “Fatal exception of type MWException” após tentarem realizar o upload de um arquivo. Qual solução foi dada?

1 – Adicione $wgShowExceptionDetails = true; no arquivo LocalSettings.php para visualizar o erro completo e identificar melhor o problema (claro! Após a alteração, salve o arquivo e reinicie o servidor http).

2 – Tente fazer upload do arquivo novamente. Se o erro apresentado for igual a este:

Backtrace:
0 /var/www/html/includes/filerepo/file/LocalFile.php(1174): LocalFile->lock()

1 /var/www/html/includes/upload/UploadBase.php(738): LocalFile->upload(string, string, string, integer, array, boolean, User)
2 /var/www/html/includes/specials/SpecialUpload.php(467): UploadBase->performUpload(string, string, boolean, User)
3 /var/www/html/includes/specials/SpecialUpload.php(186): SpecialUpload->processUpload()
4 /var/www/html/includes/specialpage/SpecialPage.php(363): SpecialUpload->execute(NULL)
5 /var/www/html/includes/specialpage/SpecialPageFactory.php(584): SpecialPage->run(NULL)
6 /var/www/html/includes/MediaWiki.php(275): SpecialPageFactory::executePath(Title, RequestContext)
7 /var/www/html/includes/MediaWiki.php(584): MediaWiki->performRequest()
8 /var/www/html/includes/MediaWiki.php(435): MediaWiki->main()
9 /var/www/html/index.php(46): MediaWiki->run()
10 {main}

3 – Faça:

mkdir /var/www/html/images/temp
chmod -R 777 /var/www/html/images

4 – Reinicie o servidor http e tente novamente 🙂

Obs.: Sim, trata-se de um problema de permissão.

Até mais!

Anúncios

Depois de uma batalha dura, encontrei a ferramenta correta e disponibilizo aqui para vocês:

http://www.4shared.com/rar/ztGYonIA/logFixer.html

Ufa!

Abraço,

Dica rápida!

Se os usuários da sua rede começaram a abrir chamados informando que não estão mais conseguindo baixar os anexos de e-mail do Hotmail, não se assuste. Recentemente a Microsoft realizou uma atualização no sistema, na qual o usuário, ao tentar baixar um anexo, é redirecionado para uma URL com IP (ex: http://65.55.40.151/att/GetAttachment.aspx). Portanto, não basta somente permitir no servidor proxy os endereços mail.live.com, hotmail.com e msn.com. A solução é permitir também “GetAttachment.aspx”, já que a quantidade de IPs utilizados pelo Hotmail é enorme.

Passei por esta experiência a pouco tempo e espero que a dica ajude a muitos.

Um abraço.

VMware lançou o Zimbra Collaboration Server 7.0, a solução de groupwaree-mail da Zimbra Collaboration Suite desde que comprou a plataforma do Yahoo há um ano. Este é o primeiro produto da família Zimbra 7.0, e os clientes agora também podem baixar as versões beta do Zimbra Desktop 7 e Zimbra Appliance 7. Muitos dos avanços na versão 7.0 dessa plataforma tem foco nos drivers cost-of-ownership (TCO), incluindo a crescente necessidade de racionalizar o gerenciamento, melhorar o desempenho e escalabilidade, além de oferecer serviços projetados para implantação de nuvem e virtualização.

A plataforma Zimbra 7 traz mudanças na produtividade que incluem o Calendar Scheduling Wizard, o que facilita a criação de entradas de calendário automaticamente propondo a data seguinte. A Briefcase agora torna mais fácil o compartilhamento de dados, a colaboração em arquivos, que também armazena versões antigas de arquivos e agora oferece procedimentos de check-incheck-out.

Na categoria “Openess”, Zimbra menciona melhorias como suporte para oAuth, VMware MyOneLogin SAML Single Sign On (SSO) e Kerberos Single Sign On (SSO). Entre as inúmeras funcionalidades interessantes que a a plataforma Collaboration Server apresenta, está a compatibilidade avançada com clientes de e-mail(desktop), sincronização over-the-air para smartphones (iPhone, Android, BlackBerry), bem como uma melhor escalabilidade do servidor e uma administração mais eficiente. Detalhes extras sobre a liberação da nova versão do Zimbra podem ser vistos em sua própria página.

Saiba mais: http://www.zimbra.com/products/openness.html

O colega Nícholas André desenvolveu um artigo tratando do assunto no Blog IOTecnologia:

LVM - Logical Volume Management“A principal vantagem é que o grupo de volumes lógicos pode combinar o espaço de diversos HD’s, que poderá ser modificado conforme necessário. E tudo isto será visto como um único volume, ou seja, é como se uma única partição englobasse mais de um HD. Uma outra vantagem é que você pode facilmente aumentar ou reduzir o tamanho dos volumes lógicos, procedimento que se assemelha ao redimensionamento.”

Confira o artigo na íntegra:

LVM: uma alternativa de particionamento

Veja que coincidência.  Hoje iniciei o treinamento Cisco ICND – preparatório para Certificação CCNA – e logo que chego em casa, resolvo visitar o Blog IO Tecnologia e me deparo com o post “Está se preparando para certificações Cisco?“. Bom demais, hein?! O colega Danilo Augusto escreveu este ótimo artigo, com diversos sites para apoio aos estudos.

Vale a pena conferir!

O scp é um comando muito útil para transferência de arquivos entre servidores Linux (apenas), via console. Como?

Os IPs dos servidores são:

Servidor1 (172.22.0.101)
Servidor2 (172.22.0.102)

Para transferir um arquivo do servidor1 para servidor2, estando dentro ou fora do diretório do arquivo:

1. Dentro do diretório:

# scp nome_do_arquivo.xxx usuario@172.22.0.102:/diretorio/de/destino/no/servidor2

2. Fora do diretório:

# scp /home/usuario/nome_do_arquivo.xxx usuario@172.22.0.102:/diretorio/de/destino/no/servidor2

Mas como fazemos para transferir arquivos do servidor2 para o servidor1, estando logado no servidor1 (ressalto: logado no servidor1 a partir do servidor2):

1. Copiar para o diretório atual:

# scp usuario@172.22.0.101:/home/usuario/arquivo .

2. Copiar para outro diretório:

# scp usuario@172.22.0.101:/var/log/messages /tmp

Mais detalhes sobre o comando scp:

# man scp

Obs.: Será solicitada a autenticação no servidor que receberá a conexão e também é possível utilizar HOST ao invés de IP, caso o DNS esteja configurado.

Até mais.

Fala pessoal!

E então, índices é um problema e/ou solução? Que dilema hein?!

Pelo que venho estudando, ouvindo e consequentemente adquirindo experiência, quando uma tabela chega a quantidade de cinco índices, é hora de ligar o alerta, pois o desempenho do seu banco de dados e aplicação podem estar comprometidos. Venho confirmando essa “teoria” no treinamento Oracle Database 11g: Performance Tunning.

A regra é: Otimizar sempre!

Bom, para consultar a quantidade de índices nas tabelas do seu schema, basta consultar a View de Dicionário de Dados DBA_INDEXES:

SELECT table_name AS “NOME DA TABELA”, count(1) AS “QTDE. DE INDICES” FROM dba_indexes WHERE owner=’SEU_SCHEMA’ GROUP BY table_name;

Perceba que é tranquilo personalizar a instrução acima.

Até a próxima.

A Telebrás iniciou a seleção dos provedores de internet interessados em serem parceiros do governo federal na implementação do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL). Os que forem cadastrados terão que oferecer acesso ao usuário final com velocidade mínima de 512 kbps a um preço de 35 reais. Segundo a estatal, 550 empresas já estão inscritas no plano.

Confira a matéria na íntegra no ComputerWorld.

BrOffice já é realidade na Receita Federal.

A Receita Federal editou, em 27/05/2010, a Portaria RFB nº 1.210, adotando o padrão aberto Open Document Format (ODF) e estipulando o prazo de 180 dias para a atualização do seu ambiente informatizado. Essa iniciativa está em consonância com diretrizes do Governo Federal e incorpora mudanças culturais na utilização de ferramentas de escritório na RFB.

A partir de 29 de novembro a RFB iniciará um curso EAD sobre o BrOFFICE.

Fonte: Informe-se de 20/10/2010 – informativo interno da RFB