Category: Internet


Primeiramente obtenha o link de compartilhamento Dropbox. Ele será parecido com este https://www.dropbox.com/s/k9wtek4oroh1qhd/teste.txt

Logo em seguida adicione “?dl=1” ao final da URL e um “-O teste.txt” ficando parecido com isto:

wget https://www.dropbox.com/s/k9wtek4oroh1qhd/teste.txt?dl=1 -O teste.txt

O arquivo começará a ser baixado em seu Linux.

Dica rápida!

Se os usuários da sua rede começaram a abrir chamados informando que não estão mais conseguindo baixar os anexos de e-mail do Hotmail, não se assuste. Recentemente a Microsoft realizou uma atualização no sistema, na qual o usuário, ao tentar baixar um anexo, é redirecionado para uma URL com IP (ex: http://65.55.40.151/att/GetAttachment.aspx). Portanto, não basta somente permitir no servidor proxy os endereços mail.live.com, hotmail.com e msn.com. A solução é permitir também “GetAttachment.aspx”, já que a quantidade de IPs utilizados pelo Hotmail é enorme.

Passei por esta experiência a pouco tempo e espero que a dica ajude a muitos.

Um abraço.

A Telebrás iniciou a seleção dos provedores de internet interessados em serem parceiros do governo federal na implementação do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL). Os que forem cadastrados terão que oferecer acesso ao usuário final com velocidade mínima de 512 kbps a um preço de 35 reais. Segundo a estatal, 550 empresas já estão inscritas no plano.

Confira a matéria na íntegra no ComputerWorld.

Carlos Morimoto, com perfeição, tira todas as dúvidas sobre o tão falado Cloud Computing (computação em nuvem):

“o sistema é muito mais simples e transparente de usar, uma vez que as informações podem ser acessadas de qualquer lugar e podem ser compartilhadas com outras pessoas rapidamente, o que é suficiente para garantir sua popularização. O usuário não precisa se preocupar em instalar o OpenOffice ou o MS Office, nem aprender como compartilhar arquivos ou fazer backups. As desvantagens, por outro lado, incluem a questão do desempenho (que fica condicionado à velocidade da conexão) e a limitação óbvia de que os aplicativos ficam indisponíveis se a conexão cai.”

Confira o artigo completo no GDHPress Blog.

Software Livre no Governo FederalA comunidade do software livre do governo federal sempre deixou sem uma resposta convincente a seguinte pergunta: Quem está, de fato, utilizando software livre no governo? Até agora nunca tinha sido apresentado algum levantamento sobre o grau de adesão aos programas de código aberto e em quais setores esse processo teria avançado na área de informática governamental. O assunto sempre foi tratado como “tabu” dentro do governo. Pelo menos até agora.

A situação mudou no último dia 12, quando representantes do Comitê de Implementação do Software Livre (CISL) resolveram abrir o jogo, durante apresentação de palestra na VII Conferência Latino Americana de Software Livre (Latinoware 2010).

Paulo F. Pastore, do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e Júlio Neves, da coordenação do CISL, admitiram, pela primeira vez, que o governo tem dificuldade em implementar a política de uso dos programas de código aberto.

“Alguns órgãos ainda não seguem as diretrizes do Governo Federal”, relatou Paulo Pastore (Serpro). “Existem órgãos que nem sequer têm conhecimento (do software livre). Mas nas universidades essa adesão está bastante apurada, pois é um público bastante avançado para a mudança”, completou.

O Comitê de Implementação do Software Livre chegou a fazer um levantamento com 233 órgãos federais. Mas apenas 129 responderam ao questionário sobre as ferramentas e soluções desenvolvidas em software livre, nos seguintes quesitos: Inexistente; inicial; em andamento; e uso majoritário.

O estudo mostra, por exemplo, que apenas 50%  dos órgãos da administração pública utilizam sistemas de correio eletrônico livre. O Comitê decidiu torná-lo disponível no endereço eletrônico: www.softwarelivre.gov.br/levantamento.

A matéria completa está no portal Convergência Digital.

Precise, pesquisei e encontrei:

SQL*Plus connection to remote Oracle database

Até a próxima.

Sílvio Meira em seu blog Dia a Dia, Bit a Bit, no seu mais recente artigo trata dos principais assuntos relacionados a evolução do serviço de Internet pelo mundo a fora.

Internet: Articulação e Coordenação, ao invés de Regulamentação

Não percam.

Abraço

Júlio Battisti publicou em 15/06/2003 o artigo “DFS – Distributed File System – Conceitos e Implementação“, algo que me foi muito útil HOJE.

Segue o link: DFS – Distributed File System – Conceitos e Implementação

Mais sobre DFS no site na Microsoft: Distributed File System Technology Center

Abraço

Galera, estava migrando um DNS secundário de um Linux Slackware para um Linux CentOS e logo me deparei com a dificuldade de “startar” o serviço, sempre aparecendo a mensagem de “FALHA ou FALHOU” após executar o comando: “service named start”. Bom, inicialmente nada melhor que uma boa pesquisa no Google, certo? E dessa vez foi fácil, segue a fonte:

How to Make Bind Work in CENTOS 5.x Version

Abraço

Recentemente (13/01/2010) um colega de profissão desenvolveu este passo-a-passo, o que me ajudou a sanar algumas dúvidas e que pode ajudar vocês também:

http://www.vivaolinux.com.br/artigo/Passoapasso-para-instalar-o-CentOS-Linux-5.2/

[]´z