Latest Entries »

Policyd é um plugin antispam que pode ser integrado ao Postfix utilizado no Zimbra. Este plugin possui módulos de utilização de quotas, controles de acessos, checagens de SPFs, greylist, integrações com Amavis entre outros. Por padrão ele vem integrado a instalação do Zimbra desde sua versão 7.

Para instalar:

# Ativar interface Web do Policyd
Execute o seguinte comando:

cd /opt/zimbra/data/httpd/htdocs/ && ln -s ../../../common/share/webui

Edite o arquivo “/opt/zimbra/common/share/webui/includes/config.php” e comente “#” todas as linhas que começam com $DB_DSN e adicione a seguinte linha antes da linha que começa com $DB_USER:

nano /opt/zimbra/common/share/webui/includes/config.php

$DB_DSN=”sqlite:/opt/zimbra/data/cbpolicyd/db/cbpolicyd.sqlitedb”;

Ao fim o arquivo ficará assim:

#$DB_DSN=”sqlite:////tmp/cluebringer.sqlite”;
#$DB_DSN=”mysql:host=localhost;dbname=cluebringer”;
$DB_DSN=”sqlite:/opt/zimbra/data/cbpolicyd/db/cbpolicyd.sqlitedb”;
$DB_USER=”root”;
#$DB_PASS=””;
$DB_TABLE_PREFIX=””;

Salve e saia do arquivo.

Habilite o serviço:

su – zimbra
zmprov ms `zmhostname` +zimbraServiceInstalled cbpolicyd +zimbraServiceEnabled cbpolicyd

Reinicie os serviços:

su – zimbra
zmcontrol restart
zmapachectl restart

Aguarde um minuto e acesse a interface Web do PolicyD:
http://zimbraserver:7780/webui/index.php

Anúncios

Sim, você está lendo isso. Estamos no ano de 2017 mas ainda tem gente que precisa disso, inclusive eu!

Você pode ter uma aplicação rodando sob IIS 6.0 e ao tentar realizar um upload o arquivo não é enviado ou é gerado um erro. Isso acontece devido o IIS 6.0 no Windows 2003 vir configurado por padrão um limite de upload de arquivo de 200Kb. Para resolver a situação basta editar o arquivo metabase.xml do IIS.

1 – Primeiramente é preciso habilitar a edição do arquivo “metabase.xml“. Com o IIS aberto, clique com o botão direito do mouse em cima do servidor e vá em “propriedades”. Marque “Enable Direct Metabase Edit” e clique em “OK” conforme mostrado na imagem abaixo:

2 – Procure o arquivo “metabase.xml” no diretório “C:\WINDOWS\system32\inetsrv” e abra-o com o Bloco de Notas.

3 – Dentro do arquivo faça uma busca por AspMaxRequestEntityAllowed e altere o valor de 204800 para 20480000 permitindo o upload de arquivos de até 20Mb. Salve.

4 – Volte para o IIS, clique com o botão direito do mouse em cima do servidor e vá em “propriedades”. Agora desmarque “Enable Direct Metabase Edit” e clique em OK. Reinicie o IIS.

Pronto!

1 – Primeiramente é necessário instalar o repositório yum do Zabbix:

CentOS/RHEL 5:
# rpm -Uvh http://repo.zabbix.com/zabbix/3.0/rhel/5/x86_64/zabbix-release-3.0-1.el5.noarch.rpm

CentOS/RHEL 6:
# rpm -Uvh http://repo.zabbix.com/zabbix/3.0/rhel/6/x86_64/zabbix-release-3.0-1.el6.noarch.rpm

CentOS/RHEL 7:
# rpm -Uvh http://repo.zabbix.com/zabbix/3.0/rhel/7/x86_64/zabbix-release-3.0-1.el7.noarch.rpm

2 – Instalar Agent Zabbix via yum:

# yum install zabbix zabbix-agent

3 – Editar arquivo de configuração do Agent Zabbix:

# cd /etc/zabbix/
# nano zabbix_agentd.conf

Substitua:

Server=127.0.0.1

por:

Server=<IP do seu servidor Zabbix>

4 – Reiniciar o serviço:

# /etc/init.d/zabbix-agent restart

5 – Incluir o serviço zabbix-agent para iniciar automaticamente no boot:

# chkconfig zabbix-agent on

Pronto! Agent Zabbix instalado, configurado e iniciado.

Obs.: Caso seu servidor Zabbix não identifique o Agent, observe que o Firewall de onde o mesmo instalado pode estar ativo. É necessário liberar a porta 10050.

 

1 – Instalar um Novo Servidor com Linux CentOS 6.9 e execute suas atualizações.

– Instale com o mesmo hostname e domainname do Antigo Servidor.
– Configure um IP diferente do Antigo Servidor.
– Disponibilize o espaço de armazenamento desejado para as contas de e-mail no diretório “/op/zimbra”. Lembre-se também de disponibilizar espaço suficiente no diretório “/opt/zimbra_temp” para receber a cópia dos dados do Antigo Servidor.

2 – Parar os serviços do Zimbra no Antigo Servidor (recomendo agendar a migração para o final de semana, já que somente a cópia poderá levar algumas horas):

# su – zimbra
# zmcontrol stop

3 – Copiar todo o diretório “/opt/zimbra” do Antigo Servidor para um diretório temporário no Novo Servidor, executando o seguinte comando a partir deste último:

# rsync -avhS <IP do Servidor Antigo>:/opt/zimbra/ /opt/zimbra_temp/

4 – Parar a interface de rede do Antigo Servidor:

# ifconfig eth0 down

— Desse ponto em diante somente passos no Novo Servidor:

5 – Configurar o IP do Antigo Servidor no Novo Servidor

6 – Instalar o DNSMASQ para a resolução de nomes (se o Novo Servidor Zimbra também for DNS SECUNDÁRIO EXTERNO, melhor utilizar o NAMED em sincronia com o DNS PRIMÁRIO EXTERNO):

# yum install dnsmasq
# chkconfig dnsmasq on
– Editar arquivo de configuração e descomentar a seguinte linha:
# nano /etc/dnsmasq.conf

#user=
por:
user=root

– Ainda no arquivo de configuração insira ao fim da página uma linha de acordo com hostname e domainname do servidor de e-mail:

mx-host=yourdomain.com,mailserver.yourdomain.com,50

# service dnsmasq restart

7 – Parar e remover da inicialização os serviços Sendmail e Postfix:

# service postfix stop
# chkconfig postfix off
# service sendmail stop
# chkconfig sendmail off

8 – Configurar “/etc/resolv.conf” para o servidor resolver seus próprios nomes:

# nano /etc/resolv.conf
– Inserir na primeira linha:

nameserver 127.0.0.1

– Confirmar se o servidor resolve o hostname para seu próprio IP:

# ping mailserver.yourdomain.com

9 – Instalar a mesma versão do Zimbra do Antigo Servidor (7.2.0), mas com a opção “-s” (Software only installation). Baixe o arquivo no link abaixo diretamente no diretório “/tmp/zimbra”:

https://www.zimbra.com/downloads/zimbra-collaboration-open-source/archives/

# cd /tmp/zimbra
# tar zxvf zcs-7.2.0_GA_2669.RHEL6_64.20120410002025.tgz
# cd zcs-7.2.0_GA_2669.RHEL6_64.20120410002025
# ./install.sh -s –platform-override

– Observe que pode ser solicitada a instalação de alguns pacotes como pré-requisitos. Instale.

– Quando solicitado para instalar os pacotes Zimbra, confirme com “Y” para todos, EXCETO para o zimbra-memcached e zimbra-proxy que não devem ser instalado nesse momento. Para estes utilize “N”.

10 – Substituir diretório de instalação do Zimbra pelo diretório que foi copiado do Antigo Servidor e fixar as permissões necessárias:

# cd /opt
# rm -rf zimbra
# mv zimbra_temp zimbra
# /opt/zimbra/libexec/zmfixperms –extended
# chown -R zimbra:zimbra zimbra/

11 – Realizar download de todas as versões do Zimbra listadas abaixo diretamente no diretório “/tmp/zimbra”:

https://www.zimbra.com/downloads/zimbra-collaboration-open-source/archives/

– 8.0.6
– 8.0.7
– 8.0.8
– 8.0.9
– 8.5.1
– 8.7.1
– 8.7.7

12 – Instalar Zimbra 8.0.6:

# cd /tmp/zimbra
# tar zxvf zcs-8.0.6_GA_5922.RHEL6_64.20131203103705.tgz
# cd zcs-8.0.6_GA_5922.RHEL6_64.20131203103705
# ./install.sh –platform-override

– Diga não “N” quando for solicitado para verificar a integridade do banco de dados de mensagens:
Do you want to verify message store database integrity? [Y] N

– Quando solicitado para instalar os pacotes Zimbra, confirme com “Y” para todos, EXCETO para o zimbra-memcached e zimbra-proxy que não devem ser instalado nesse momento. Para estes utilize “N”.

– Se a instalação for concluída com sucesso, já será possível acessar o Zimbra Web Client por http://<IP do Servidor> e a Administração Zimbra por https://<IP do Servidor>:7071 (talvez seja necessário adicionar o IP na exceção do navegador, caso utilize servidor Proxy).

13 – Instalar Zimbra 8.0.7:

# cd /tmp/zimbra
# tar zxvf zcs-8.0.7_GA_6021.RHEL6_64.20140408123911.tgz
# cd zcs-8.0.7_GA_6021.RHEL6_64.20140408123911
# ./install.sh –platform-override

– Diga sim “S” quando for solicitado para verificar a integridade do banco de dados de mensagens:
Do you want to verify message store database integrity? [Y] Y

– Quando solicitado para instalar os pacotes Zimbra, confirme com “Y” para todos, EXCETO para o zimbra-memcached e zimbra-proxy que não devem ser instalado nesse momento. Para estes utilize “N”.

– Se a instalação for concluída com sucesso, o acesso ao ambiente já estará disponível e também já será possível partir para o próximo passo da migração.

14 – Instalar Zimbra 8.0.8:

# cd /tmp/zimbra
# tar zxvf zcs-8.0.8_GA_6184.RHEL6_64.20140925175705.tgz
# cd zcs-8.0.8_GA_6184.RHEL6_64.20140925175705
# ./install.sh –platform-override

– Diga sim “S” quando for solicitado para verificar a integridade do banco de dados de mensagens:
Do you want to verify message store database integrity? [Y] Y

– Quando solicitado para instalar os pacotes Zimbra, confirme com “Y” para todos, EXCETO para o zimbra-memcached e zimbra-proxy que não devem ser instalado nesse momento. Para estes utilize “N”.

– Se a instalação for concluída com sucesso, o acesso ao ambiente já estará disponível e também já será possível partir para o próximo passo da migração.

15 – Instalar Zimbra 8.0.9:

# cd /tmp/zimbra
# tar zxvf zcs-8.0.9_GA_6191.RHEL6_64.20141103151557.tgz
# cd zcs-8.0.9_GA_6191.RHEL6_64.20141103151557
# ./install.sh –platform-override

– Diga sim “S” quando for solicitado para verificar a integridade do banco de dados de mensagens:
Do you want to verify message store database integrity? [Y] Y

– Quando solicitado para instalar os pacotes Zimbra, confirme com “Y” para todos, EXCETO para o zimbra-memcached e zimbra-proxy que não devem ser instalado nesse momento. Para estes utilize “N”.

– Se a instalação for concluída com sucesso, o acesso ao ambiente já estará disponível e também já será possível partir para o próximo passo da migração.

16 – Instalar Zimbra 8.5.1:

# cd /tmp/zimbra
# tar zcs-8.5.1_GA_3056.RHEL6_64.20141103151539.tgz
# cd zcs-8.5.1_GA_3056.RHEL6_64.20141103151539
# ./install.sh –platform-override

– Diga sim “S” quando for solicitado para verificar a integridade do banco de dados de mensagens:
Do you want to verify message store database integrity? [Y] Y

– Quando solicitado para instalar os pacotes Zimbra, confirme com “Y” para todos, EXCETO para zimbra-dnscache.

– Se a instalação for concluída com sucesso, o acesso ao ambiente já estará disponível e também já será possível partir para o próximo passo da migração.

17 – Instalar Zimbra 8.7.1:

# cd /tmp/zimbra
# tar zcs-8.7.1_GA_1670.RHEL6_64.20161025035141.tgz
# cd zcs-8.7.1_GA_1670.RHEL6_64.20161025035141
# ./install.sh –platform-override

– Diga sim “S” quando for solicitado para verificar a integridade do banco de dados de mensagens:
Do you want to verify message store database integrity? [Y] Y

– Quando solicitado para instalar os pacotes Zimbra, confirme com “Y” para todos, EXCETO para zimbra-dnscache.

– Se a instalação for concluída com sucesso, o acesso ao ambiente já estará disponível e também já será possível partir para o próximo passo da migração.

18 – Instalar Zimbra 8.7.2:

# cd /tmp/zimbra
# tar zcs-8.7.2_GA_1736.RHEL6_64.20170131053933.tgz
# cd zcs-8.7.2_GA_1736.RHEL6_64.20170131053933
# ./install.sh –platform-override

– Diga sim “S” quando for solicitado para verificar a integridade do banco de dados de mensagens (caso o banco de dados apresente erros, diga não “N” para prosseguir com a instalação):
Do you want to verify message store database integrity? [Y] Y

– Quando solicitado para instalar os pacotes Zimbra, confirme com “Y” para todos, EXCETO para zimbra-dnscache.

– Se a instalação for concluída com sucesso, o acesso ao ambiente já estará disponível e também já será possível partir para o próximo passo da migração.

19 – Instalar Zimbra 8.7.7:

# cd /tmp/zimbra
# tar zcs-8.7.7_GA_1787.RHEL6_64.20170410133400.tgz
# cd zcs-8.7.7_GA_1787.RHEL6_64.20170410133400
# ./install.sh –platform-override

– Diga sim “S” quando for solicitado para verificar a integridade do banco de dados de mensagens (caso o banco de dados apresente erros, diga não “N” para prosseguir com a instalação):
Do you want to verify message store database integrity? [Y] Y

– Quando solicitado para instalar os pacotes Zimbra, confirme com “Y” para todos, EXCETO para zimbra-dnscache.

– Se a instalação for concluída com sucesso, o acesso ao ambiente já estará disponível e também já será possível partir para o próximo passo da migração.

20 – Instalar Zimbra 8.7.9:

# cd /tmp/zimbra
# tar zcs-8.7.9_GA_1794.RHEL6_64.20170505054622.tgz
# cd zcs-8.7.9_GA_1794.RHEL6_64.20170505054622
# ./install.sh –platform-override

– Diga sim “S” quando for solicitado para verificar a integridade do banco de dados de mensagens (caso o banco de dados apresente erros, diga não “N” para prosseguir com a instalação):
Do you want to verify message store database integrity? [Y] Y

– Quando solicitado para instalar os pacotes Zimbra, confirme com “Y” para todos, EXCETO para zimbra-dnscache.

– Se a instalação for concluída com sucesso, o acesso ao ambiente já estará disponível e também já será possível partir para o próximo passo da migração.

21 – Instalar Zimbra 8.7.10:

# cd /tmp/zimbra
# tar zcs-8.7.10_GA_1829.RHEL6_64.20170524161336.tgz
# cd zcs-8.7.10_GA_1829.RHEL6_64.20170524161336
# ./install.sh –platform-override

– Diga sim “S” quando for solicitado para verificar a integridade do banco de dados de mensagens (caso o banco de dados apresente erros, diga não “N” para prosseguir com a instalação):
Do you want to verify message store database integrity? [Y] Y

– Quando solicitado para instalar os pacotes Zimbra, confirme com “Y” para todos, EXCETO para zimbra-dnscache.

– Se a instalação for concluída com sucesso, o acesso ao ambiente já estará disponível.

Então é isso pessoal! Em breve postarei mais experiências com Zimbra relacionado a firewall, backup, personalização e erros.

Até mais!

E ai pessoal!

Para instalar o ambiente gráfico LightDM no Linux Ubuntu 16.04 sem erros e sem tela congelada, basta seguir as instruções abaixo:

root@lhsiqueira:~# apt-get update
root@lhsiqueira:~# apt-get install lightdm
root@lhsiqueira:~# apt-get install ubuntu-desktop

Depois basta reiniciar o sistema e VOILÀ!!!

ATENÇÃO! Se você não instalar o “ubuntu-desktop” não conseguirá autenticar com nenhum usuário no LightDM recebendo o erro “failed to start session”.

Até a próxima!!!

Fala pessoal!

Pra quem quer instalar o Java 7 (OpenJDK) no Linux Ubuntu 16.04 fácil fácil!!!

root@lhsiqueira:~# add-apt-repository ppa:openjdk-r/ppa
root@lhsiqueira:~# apt-get update
root@lhsiqueira:~# apt-get install openjdk-7-jdk

Boa sorte e até mais!!!

Se você precisa migrar suas máquinas virtuais do Citrix XenServer (ou outro) que possua arquivos OVA para o Microsoft Hyper-V (VHD, VHDX), siga estes passos:

Obs.: Prepare espaço em disco.

1º – Instale o VirtualBox e importe o arquivo OVA através do menu Arquivos > Importar Appliance. O VitualBox irá processar e ao fim converter o OVA em arquivo VMDK. Após terminar o processo, não é necessário iniciar a máquina virtual no VirtualBox.

Obs.: No meu caso, instalei o VirtualBox no mesmo servidor onde estava o Hyper-V, para facilitar a importação sem a necessidade de ficar movendo grandes arquivos pela rede.

2º – Acesse o prompt de comando (cmd) e vá para o diretório onde estão os arquivos VMDK:

C:\Windows\system32>D:

D:\>cd “VirtualBox\VMnova\Virtual Hard Disks”

D:\VirtualBox\VMnova\Virtual Hard Disks>

3º – Agora execute o comando abaixo para converter o arquivo VMDK para VHD:

“c:\program files\oracle\virtualbox\vboxmanage.exe” clonehd — format VHD VMnova.vmdk VMnova.vhd

Pronto, arquivo VHD disponível para ser alocado em uma máquina virtual EXISTENTE no Hyper-V. Siga os passos abaixo:

4º – Abra o Hyper-V, clique com o botão direito em cima do servidor, vai no menu Novo > Máquina Virtual.

5º – Clique em Avançar > Defina o nome e o diretório de armazenamento da máquina virtual e clique em Avançar.

6º – Deixe em Geração 1 e clique em Avançar.

7º – Aloque a mesma quantidade de memória de origem desta máquina virtual e clique em Avançar.

8º – Defina um adaptador de rede para a máquina virtual e clique em Avançar.

9º – ATENÇÃO: Agora selecione “Anexar um disco rígido virtual mais tarde” e clique em Avançar.

10º – Clique em Concluir.

11º – Com a máquina virtual criada, clique com o botão direito em cima dela e vá em Configurações.

12º – Em “Controlador IDE 0” adicione um novo disco rígido, clique em Procurar e selecione o arquivo VHD gerado no passo 3.

Pronto! Inicie sua máquina virtual no Hyper-V.

 

Primeiramente obtenha o link de compartilhamento Dropbox. Ele será parecido com este https://www.dropbox.com/s/k9wtek4oroh1qhd/teste.txt

Logo em seguida adicione “?dl=1” ao final da URL e um “-O teste.txt” ficando parecido com isto:

wget https://www.dropbox.com/s/k9wtek4oroh1qhd/teste.txt?dl=1 -O teste.txt

O arquivo começará a ser baixado em seu Linux.

Olá!

Se você está tentando instalar o Hyper-V em um computador com Microsoft Windows 8 ou 10 e percebeu que no momento de tentar ativar o recurso, a legenda “O Hyper-V não pode ser instalado: O processador não tem recursos de conversão de endereço de segundo nível (SLAT)” surgiu, não se desespere! – nesse momento xingar o PC, a Microsoft e o Hyper-V é natural. Ativar o recurso com o seguinte comando através do prompt pode ser a solução para o seu caso:

DISM /online /Enable-Feature:Microsoft-Hyper-V-All

Esta também pode ser a solução para o caso de quem está recebendo o erro “Generic failure” ao tentar acessar o Gerenciador de Comutador Virtual (Virtual Switch Manager) pela primeira vez.

 

Espero ter ajudado.

Até mais!

 

Se você possui o PuTTY instalado com vários hosts adicionados e deseja migrá-los para outra máquina, basta fazer o seguinte:

1 – Abra o prompt de comando na máquina com o PuTTY com vários hosts adicionados e execute:

regedit /e c:\PuTTY.reg HKEY_CURRENT_USER\Software\SimonTatham

2 – Instale o PuTTY na nova máquina.

3 – Copie o arquivo PuTTY.reg para a nova máquina, então clique com o botão direito em cima do arquivo e vá em MESCLAR. Pronto! Abra o PuTTY e veja que todos os seus hosts estão lá.

Até mais!